Agressão no cão: formas e razões

Quando o cão mostra agressão, o intervalo assusta com frequência. Eles acham que seu animal de estimação está bravo com eles - mas a agressão mostra que seu amigo de quatro patas está se sentindo mal. Ao interpretar seu comportamento corretamente, leia aqui.

A agressão do cão é terrível para os seres humanos e é frequentemente interpretada como malignidade. No entanto, quando um cão descobre os dentes ou ameaça outro cão, é uma parte normal da interação social - e mostra que o outro animal não deve chegar muito perto. Portanto, é importante ser capaz de interpretar os personagens corretamente e não apenas repreender o cão por seu comportamento.

Diferentes formas de agressão no cão

Os cães são significativamente mais originais e afetados do que os humanos. Se eles mostrarem agressão, isso não significa necessariamente que eles querem ferir ou até mesmo matar sua contraparte. As diferentes formas deixam claro o que poderia estar por trás do comportamento do animal. Por um lado, há autodefesa. Se um cão se sente limitado em sua liberdade ou acha a proximidade de um coespecífico desagradável, ele tenta salvaguardar seu bem-estar físico com comportamento agressivo. O mesmo se aplica à agressão por proteção dos pais, na qual um protegido - cachorro ou membro da família - deve ser protegido dos inimigos.

A forma mais comum de agressão por cães é a agressão competitiva. Por exemplo, se um amigo de quatro patas tem um forte apego a um objeto, como um brinquedo, ele quer que seja dele. Se for usado ou até mesmo roubado por outro animal, ele quer defender suas próprias posses - e isso se manifesta em comportamento agressivo. Mas, mesmo para garantir seu próprio status na matilha ou para diferenciar-se de outros membros do mesmo sexo, os cães às vezes usam seus dentes ou latidos.

Genes ou educação? Razões para o comportamento agressivo

Em alguns cães, no entanto, o limiar de inibição para agressão é menor do que para outros. Isso se aplica, por exemplo, a certas raças de caça, já que alguns comportamentos agressivos fazem parte da norma da raça e são desejáveis. Esses cães, cujo pedigree é considerado particularmente ativo e propenso à caça, com educação e charme mais atualizados, tendem a ser mais agressivos do que os cães de família clássicos.

No entanto, o comportamento agressivo é essencialmente baseado em experiências de aprendizagem. União pacífica aprender os animais, especialmente em lidar com conespecíficos. Nas primeiras semanas e meses de vida, os cães socializam e os filhotes aprendem muito com a mãe. Seu objetivo é sair ileso das situações. Além disso, quando brincadeiras e brigas são comuns, os cães aprendem comportamentos alternativos para resolver conflitos sem dificuldades.

Agressão como um sintoma de doença

Mas fatores psicológicos ou físicos também podem desempenhar um papel quando cães pacíficos repentinamente se tornam agressivos. Por exemplo, se o quadrúpede sofre de disfunção hormonal, lesão, ansiedade ou estresse, aumenta a disposição de se envolver em agressões. Ele percebe que ele é mais vulnerável do que o habitual e quer se defender. Se você notar qualquer alteração no comportamento do seu animal de estimação, converse com seu veterinário sobre ele e procure por possíveis razões.

Compartilhe com amigos

Deixe seu comentário